Voltar para a lista

O que é e como posso realizar um investimento financeiro?

investimento financeiro

Muitas pessoas se perguntam ’’O que é e como posso realizar um investimento financeiro’’? Se você é uma delas este é o artigo certo para você, pois aqui você vai encontrar respostas para suas dúvidas mais recorrentes a respeito do mercado financeiro que está tão comentando nestes últimos anos.

O Brasil vive nos últimos anos um aumento significativo de pessoas físicas entrando na bolsa de valores chamada de B3, essa demanda de CPFs acontece devido às taxas praticamente nulas de juros que os bancos oferecem aos seus clientes, antigamente a forma mais segura e lucrativa de investimento era essa, mas hoje em dia isso já não ocorre mais.

Um questionamento frequente é que se para investir eu preciso de muito dinheiro ou ser especialista em investimentos, pois bem, isso não é verdade, hoje para começar a investir você precisa de R$ 100,00 ou até menos, e os aportes podem ser de mesmo valor, e para isso existem corretoras as quais são vinculadas a B3 que fazem tudo para você conforme seu perfil de investidor.


Para ajudar você a entender um pouco mais sobre o mundo das ações, preparamos um guia passo a passo. Confira neste artigo, algumas das melhores dicas para comprar ações em uma das corretoras mais conceituadas: a PrimeFin.

  1. O que é um investimento financeiro?
  2. Tipos de investimento
  3. Qual a diferença entre investidor e trader
  4. O que é uma ação?
  5. O que é uma opção?
  6. Conclusão
  7. FAQs

O que é um investimento financeiro?

Investimento é qualquer gasto ou aplicação de recursos tanto monetários como intelectuais entre outros que produza um retorno futuro.

De maneira geral o investir em si é algo palpável ou não, podemos investir nosso tempo para realizar uma construção por exemplo ou investir em nossos estudos para aprimorarmos nossos conhecimentos em certas áreas de nosso interesse, mas sempre buscando ganhos em um futuro próximo.

A partir desse raciocínio, vários itens podem ser considerados como capital para investir: tempo, energia, estudos, atenção e assim por diante.

Quando se fala de finanças, o que é investimento financeiro? Basicamente é aplicar dinheiro para que ele produza rendimentos em um futuro próximo ou não. Isso é possível por conta do efeito dos juros sobre as aplicações financeiras, que faz com que o dinheiro se multiplique.

O sistema é como se fosse uma dívida, você vai pagando juros para quem você deve, pode ser o banco por exemplo, sendo assim esses juros serão pagos ao final do período de vencimento, quanto maior o tempo que esta divida durar maior serão os juros pagos.

A diferença de um investimento é que ocorrem variações ao longo desses períodos, os lucros podem aumentar em um longo ou curto prazo assim como eles podem diminuir, isso vai depender do tipo e o risco de investimento que cada um quer realizar.

Em termos bem simples, estar endividado é dever dinheiro para o banco e investir é emprestar dinheiro para ele.

Existem três tipos de investidor, o Conservador, o Moderado e o Agressivo.

Conservador

O perfil conservador é aquele tipo de investidor que não toleram riscos, não querem perder patrimônio e não lidam bem com flutuações bruscas nos preços dos ativos. Esse investidor é aquele que pensa mais a longo prazo com menores ganhos.

Moderado

O investidor moderado é aquele que aceita correr riscos controlados. Geralmente, inclui aqueles que buscam incrementar o patrimônio a longo prazo. Combina formas de investir conservadoras com moderadas, como por exemplo fundos de investimento.

Agressivo

Os investidores agressivos são conhecidos por darem preferência a ganhos maiores, ainda que isso acarrete uma exposição grande a riscos. Esse tipo de investidor admite sofrer perdas, desde que elas sejam compensadas no futuro, basicamente a carteira deste investidor é composta por ações e opções na bolsa, cotas de fundos multimercados, e operações em moeda estrangeira.

Tipos de Investimento

Existem diferentes tipos de investimento, por exemplo:

Investimento em Renda Fixa

Como o nome sugere, os investimentos de renda fixa têm uma rentabilidade previsível.

Pode ser através de um percentual fixo acordado por ambas as partes no momento da compra dos ativos, o chamado rendimento prefixado.

  • Titulos Publicos
  • CDB
  • LCI ∕ LCA
  • LC
  • CRI/CRA
  • Poupança

Investimento em Renda Variável

Já o investimento de renda variável, por sua vez, oferece maiores riscos mas, por outro lado, melhor potencial de rendimento.

Como o nome indica, o rendimento desses ativos pode variar de acordo com diversos fatores.

  • Fundos Multimercado
  • Fundos Imobiliários
  • Ações e Opções
  • Commodities
  • Moedas

Qual a diferença entre investidor e trader?

A principal diferença entre o trader e o investidor é que o trader trabalha com seu dinheiro fazendo operações por conta própria movimentando o capital entre ativos em busca de oscilações e bons ganhos, muitas vezes em curtos períodos de tempo, por exemplo, horas, dias, semanas meses.

Esse profissional dá muita importância para a liquidez do mercado, pois assim ele consegue aumentar suas chances de ganhos.

Sendo assim o trader é aquele que faz disso sua profissão, focando-se e dedicando-se integralmente aos seus objetivos.

Já o investidor por sua vez costuma montar uma carteira de ativos, onde existem corretoras aptas como a PrimeFin que consegue ajudar o investidor a diversificar seu capital e ter uma lucratividade programada e com menos riscos.

A alocação dos recursos financeiros costuma ser voltada para longo prazo, às vezes anos ou até décadas.

O mais comum é que os investidores também tenham como objetivo os ganhos em dividendos e juros. Por isso normalmente dividem sua carteira em ações, CDBs, CDIs, títulos do tesouro direto e até fundos imobiliários.

O que é uma ação?

Ações são definidas como uma fração do capital social de uma empresa. No momento que compramos uma ação o investidor se torna sócio da empresa, ou seja, está comprando uma parte desta empresa ou do seu negócio, passando a correr os riscos deste negócio bem como participa dos lucros e ou prejuízos como qualquer empresário ou sócio.

Quem compra uma ação está levando uma pequena parte de uma empresa de terceiros e passa a ser chamado de acionista minoritário. A vantagem de comprar ações na Bolsa de Valores através de uma corretora como a PrimeFin é que não existe a necessidade burocrática de análise de papéis e mais papéis para se tornar sócio de uma empresa a qual não estaria listada na B3. A liquidez do mercado acionário também permite ao investidor ter a opção de se retirar da sociedade e migrar para outro negócio mais atraente, a qualquer momento, bastando somente um clique para isso ocorrer.

No momento em que uma empresa decide abrir seu capital permitindo que os investidores comprem e vendam suas ações ela está abrindo informações internas para qualquer pessoa pesquisar, isto é uma grande vantagem para os investidores pois eles podem verificar como a empresa está no mercado, se possuem dividas e quais foram seus lucros nos últimos anos, além disso saber se a mesma paga dividendos, que é a divisão dos lucros como os seus acionistas.

Investimento em ações sempre são negociações de risco, pois as empresas dependem de vários fatores econômicos para que suas ações se valorizem ou não, o mercado dá essas opções ao investidor, apostar a favor no momento da compra ou contra, vendendo ações destas e esperando que o preço caia, gerando lucro para o investidor, mas devemos lembrar que tais ações são de inteira responsabilidade do investidor, a corretora faz indicações e intermediações para que tais compras ou vendas sejam aprovadas e ou realizadas pelo investidor. Sendo assim o investidor deve sempre traçar seu perfil e verificar se quer correr mais riscos comprando ações de empresas que possuem uma maior volatilidade sendo assim um perfil mais agressivo ou escolhendo empresas que possuem menos volatilidade possuindo assim um perfil mais conservador, por isso é importante uma corretora para auxiliar nesse traçado de perfil do investidor.

O que são Opções?

A maioria das opções de ações é negociada na Bolsa de Valores, que é quem determina as datas de vencimento desse tipo de investimento. Além disso, é a própria B3 que determina todas as garantias de cobertura e margem que são negociadas em opções.

Um exemplo parecido é o seguro de carro. Ao adquirir um seguro, você está garantindo o direito de venda do veículo por um valor fixado mesmo que ocorra um imprevisto que o desvalorize.

Existem dois tipos de opções: as de compra e as de venda, com elas é possível realizar diferentes estratégias.

Quem compra uma opção é chamado de titular e quem vende é o lançador.

Opções de CALL, são as opções de compra, onde o lançador é que vende a opção para o titular, dando a ele o direito de comprar ou vender o ativo-objeto da opção, e em troca assume a obrigação de comprar ou vender o ativo-objeto.

Opções de PUT, essas são as opções de venda, que dão o direito ao titular de vender o ativo-objeto pelo preço de exercício na data de vencimento, se for vantajoso ao comprador da PUT.

Portanto, nas opções de compra, o lançador sempre vai apostar na queda das ações, ou que elas vão permanecer estáveis. Já o titular aposta na alta das ações.

É importante lembrar que investir em opções implica em riscos, já que são ativos bastante voláteis. Nesse tipo de investimento é possível ter lucros expressivos, mas também é possível perder 100% do valor investido no caso do titular. Já no lado do lançador o risco fica ilimitado, podendo superar muitas vezes o valor recebido (o prêmio). Caso o lançador tenha o ativo para entrega no exercício o risco fica controlado.

Sempre é bom lembrar que todas as opções tem prazo de vencimento, sendo assim elas podem ser negociadas até o dia especificado para cada uma delas.

Conclusão

Podemos dizer, então, que o processo envolvido na compra de ações, opções ou fundos de investimento são bastante simples, porém, os riscos envolvidos devem ser estudados pelo investidor, este deverá traçar seu perfil cuidadosamente, avaliando se pode ou não arriscar um valor o qual tem o risco de se perder.

A escolha dos investimentos é de fundamental importância para que o psicológico do investidor não se abale, frustrando-o e impedindo o mesmo de continuar nesse mercado.

A escolha de uma boa corretora também é parte essencial para o sucesso do investidor e trader de ações.

Saiba que a PrimeFin é uma excelente escolha e você pode criar uma conta acessando o site oficial em https://www.primefin.com/pt.

Perguntas Frequentes

Quais são os quatro tipos de investimentos mais indicados?

Existem muitos tipos de investimentos, para saber qual o mais indicado para o investidor, primeiramente ele deve saber qual é o seu perfil, se for agressivo ele deve procurar investimentos de risco alto, tais como ações, fundos de investimento e ou opções, esses são alguns destes investimentos, lembrando que o risco é alto, mas o retorno pode ser alto também. Se o perfil for mais conservador o investidor deverá procurar aplicações em renda fixa, como CDB´s e fundos prefixados com taxa Selic com os ganhos prefixados mas com datas de vencimento para os futuros resgates.

Quais investimentos possuem os melhores retornos?

Certamente são os investimentos de alto risco, mas sempre lembrando que o risco retorno é alto, assim como pode ter um retorno positivo muito grande em pouco tempo, poderá ter um grande prejuízo em pouco tempo, em ações se tiver perdendo o investidor poderá aguardar um período maior para que o mercado retorne e lhe de lucro, mas isso poderá demorar muito tempo, já em opções o investidor poderá perder todo o seu dinheiro investido, sendo assim esses são os investimentos com melhor retorno mas com alto risco.

Qual é o investimento mais seguro?

Nesse caso o investimento mais seguro é aquele que é chamado de fixo, onde o retorno é prefixado dando ao investidor um retorno positivo, mas o retorno é baixo, variando muito pouco ao longo do tempo.

Abra uma conta